Saiba como funciona o aplicativo Uber

O Uber é uma empresa startup, do setor de tecnologia. Foi fundada em 2009, na cidade de San Francisco, estado da Califórnia, pelo seu atual presidente Travis Kalanick e Garret Camp. Está avaliada extraoficialmente em algo como 40 bilhões de dólares. Entre seus investidores estão o Google e a Goldmann Sachs. O aplicativo, lançado em 2010, com o mesmo nome Uber, vem causando polêmicas no mundo inteiro por oferecer serviço semelhante ao tradicional táxi, apresentando um diferencial de qualidade, como agilidade e principalmente preço mais acessível

Como funciona?

Uma empresa legalmente constituída, seleciona motoristas, proprietários de automóveis e que preencham uma longa lista de exigências relativas à segurança especialmente. A remuneração do motorista não ocorre no momento do término da corrida. Os dados do cartão de crédito do usuário estão armazenados no aplicativo e este se encarrega de realizar o débito, além de fazer a remuneração do prestador de serviço. O motorista tem seu ganho calculado tomando por base a duração e distância percorrida. É conhecido também como “carona remunerada”.

uber-valor

Em sua origem o serviço envolvia apenas carros de luxo em San Francisco, principalmente Mercedes S550 e Escalade. O aplicativo para  smartphones criou o conceito de E-hailing. Trata-se de chamar táxi de forma diferente da tradicional chamada telefônica ou sair para a rua à procura de um carro livre para prestar o serviço. Em 2012 o serviço foi estendido para Londres e depois expandiu-se para o resto do mundo. A região onde há menor número de cidades servidas pelo aplicativo é a América do Sul e Central. Foi possível localizar o serviço em algumas capitais, além de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, onde estão ocorrendo atritos entre os taxistas oficialmente legalizados e os motoristas cadastrados no aplicativo.

Como faz para usar?

O motorista que quiser aderir ao serviço, basta submeter-se ao cadastro e preencher os requisitos para tal. Os usuários que queriam candidatar-se a utilizar o serviço, precisam baixar o aplicativo em seu smartphone, cadastrar seu cartão de crédito e aprender a usar, além de saber se o serviço está disponível em sua cidade.

Ao desejar fazer uso do serviço, basta abrir o aplicativo e pedir o carro, informando o destino. Além de localizar os carros mais próximos e informar a demora para chegada do carro, fornece o nome do motorista e o modelo do carro. Também fica disponível uma estimativa do custo da corrida. O motorista fica acessível pelo aplicativo para troca de informações com o passageiro. Toda troca de informações é feita pelo aplicativo, sem intervenção da operadora de celular. Ao término da corrida o aplicativo mostra o valor da corrida e você pode pedir a fatura por e-mail. O débito no cartão, dispensa o uso de dinheiro, além da gorjeta. Em geral o custo das corridas alcança valor significativamente menor que o dos Taxis tradicionais, podendo variar em função do modelo de carro escolhido e das condições de trânsito.

Vantagens do E-hailing.

 O conceito de E-hailing, apresenta como principais vantagens:

– Facilidade de pagamento, pois dispensa dinheiro, o problema do troco além de dispensar a presença de máquina leitora de cartão, o que representa diminuição de custo para o motorista.

– O aplicativo, tendo incluído sistema de localização por GPS, descobre onde está o passageiro e os carros mais próximos do local no momento do pedido do serviço. Escolhe automaticamente o carro e o encaminha ao local. Ao passageiro vai à informação do nome, fotografia do motorista, modelo do carro, previsão de demora, bem como a previsão do custo da corrida. É possível falar com o motorista durante a espera, para obter informações sobre alguma ocorrência no caminho.

– Os custos de manter um serviço E-hailing são bem mais baratos do que os sistemas usados pelos táxis tradicionais.

Tudo isso contribui para a redução dos custos, permitindo oferecer um serviço de qualidade, ágil e mais barato. Já existem categorias de diferentes níveis. Carros de luxo, carros maiores, carros menores, carros populares, inclusive nos EUA tem já em alguns lugares a opção de contratação de táxi aéreo pelo aplicativo.

No sistema é possível dividir o custo da corrida, sendo debitado no cartão de crédito de cada um dos passageiros a parcela que lhe corresponde, sem aquela situação do “me paga depois”, “ a próxima eu pago” e outras situações por vezes desagradáveis.

O impacto desse aplicativo é sentido em todos os lugares onde é implantado, provocando reações diversas. Há urgência de parte dos legisladores em se adiantar aos fatos e criar legislação compatível para evitar atritos desnecessários que estão ocorrendo em muitos lugares. Para exemplo podemos ver a câmara de vereadores de São Paulo, votou em primeiro turno, a proibição do aplicativo na capital. A discussão sobre esses problemas fica para outro momento.

Alguns esclarecimentos.

Em favor do Uber, podemos observar a regulamentação feita na Cidade do México, antecipando-se ao resto do mundo. Pode não ser a melhor legislação, mas é uma forma de manter a ordem e inviabilizar os conflitos verificados em outros lugares. Todos as plataformas são permitidas e devem recolher 1,5% sobre o faturamento, para um fundo de investimentos a ser aplicado na viabilização de um sistema mais moderno de mobilidade da população. Iniciativa louvável dos governantes.

Em São Paulo, em junho/julho de 2014, um repórter fez testes, percorrendo as mesmas distâncias em momentos diferentes, usando o serviço Uber, táxi tradicional e táxi executivo. Constatou que o serviço Uber é ligeiramente mais caro que o táxi executivo (R$ 33,00 para R$ 30,00) e em torno de 30% mais caro que o táxi tradicional. A grande diferença foi a qualidade do serviço. Uber levando imensa vantagem, com carros de luxo, motoristas muito educados, rapidez e ao final, não é preciso abrir a carteira, pois o pagamento é feito via cartão de crédito.

uber-carro-de-luxo

Em Portugal, onde só existe o serviço na linha Black e Low, um repórter fez teste semelhante. Em um mesmo deslocamento, o serviço Uber demorou 11 minutos para chegar e o custo da corrida foi de 5,06 euros e o tempo gasto de 13 minutos. O carro de modelo luxo, novo e com serviço de wi-fi. O primeiro táxi chegou em 4 minutos, o carro tinha diversos anos de uso, chegou marcando no taxímetro a bandeirada de 3,25 euros, mais 0,80 pela chamada telefônica. Seguiu por outro caminho, gastou 17 minutos e o custo foi de 7,95 euros. Repetiu a corrida com um segundo táxi, que chegou em 5 minutos, também carro velho e desgastado, no taxímetro os mesmos valores. Seguiu pelo caminho do carro da Uber, chegou em 14 minutos ao destino e o valor final era de 6,95 euros. Isso mostra que em ambos os casos o serviço pela Uber, além de oferecer muito melhores condições, ainda ficou bem mais barato. Diferença de 2,89 euros no primeiro táxi e 1,89 euros no segundo. Tomando por referência o valor 5,06 euros, o primeiro táxi custou 57% e o segundo 37% mais caro que o carro do serviço Uber. Isso leva a refletir, antes de decisões precipitadas, principalmente proibições arbitrárias.

E você já usou ou conhece alguém que usou o Uber? Qual sua opinião? Deixe nos comentários!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s